Las Palmeritas

The Project
Contexto

Em 2016, a Fundação Concrete Jungle obteve a autorização das autoridades locais para apoiar os seus esforços na construção do seu primeiro skatepark em Trujillo, cidade costeira situada a 9 horas de autocarro ao norte de Lima. Em três meses, apoiando-se numa campanha de Crowdfounding, os criadores da Fundação Concrete Jungle conseguiram reunir os 10 000 $ necessários à construção do complexo de 150 m2. Em apenas um mês, com o apoio de muitos voluntários, o skatepark foi concluído no Colégio Simon Lozano Garcia em Alto Trujillo. Trata-se hoje de um espaço ativo que apoia esta comunidade desfavorecida nos subúrbios de Trujillo.

Reduzir, reutilizar, reciclar

O nosso objetivo é reutilizar a maior quantidade possível de materiais de recuperação. O Colégio Simon Lozano Garcia encontrava-se próximo de um depósito de detritos (um enorme monte de lixo) onde foi possível encontrar uma infinidade de materiais úteis que seriam desperdiçados, incluindo um número importante de pedras e de pneus usados! Em apenas duas semanas, recolhemos um número suficiente de materiais de base para construir o skatepark.

O que outrora era um terreno abandonado no centro do complexo escolar Colégio Simon Lozano Garcia, foi transformado num espaço lúdico e atraente. Tal permitiu demonstrar às crianças e à comunidade local a utilidade da reorientação de alguns espaços abandonados ou não utilizados, assim como as várias possibilidades de recuperar grande parte de detritos presentes neste bairro desfavorecido de Trujillo e transformá-los em algo com um propósito maior.

A construção do parque demonstrou igualmente a importância do trabalho comunitário. No início, apenas contávamos com a ajuda de alguns voluntários, na sua maior parte estrangeiros. Mas o nosso pequeno projeto chamou rapidamente a atenção. Pessoas locais, desde crianças, adolescentes a adultos juntaram-se à causa e ajudaram na construção do futuro espaço.

Em quatro semanas, com o apoio de mais de 40 voluntários do Canadá, Estados-Unidos, Austrália, Bélgica, Inglaterra, França, Suíça e, finalmente, do Perú, conseguimos terminar o primeiro skatepark no seio de uma escola no Perú.

Durabilidade
Education is the most powerful weapon which you can use to change the world.
- Nelson Mandela

Desde o princípio, o projeto foi concebido para ser acarinhado por uma ONG local de modo a que as crianças pudessem usufruir diariamente de aulas e fossem adequadamente acompanhadas.

A fundação Concrete Jungle associou-se assim à SKIP – Supporting Kids in Peru que, desde o início, fez a gestão do acolhimento, das aulas e da manutenção do espaço.

O skatepark assim como todo o material desportivo necessário ao seu bom funcionamento (50 skateboards e um stock de capacetes oferecidos por Donate for Skate, uma ONG localizada nos Estados-Unidos) foram transferidos oficialmente à SKIP no dia 28 de abril de 2017, aquando da inauguração oficial do espaço, contando com a presença das autoridades académicas e políticas locais, assim como da imprensa. Com o apoio do diretor e do corpo docente da escola, a SKIP organiza agora aulas a um ritmo diário e que são parte integrante do programa escolar dos alunos. Estes podem escolher entre as habituais aulas de desporto ou de skateboarding. Uma atividade física regular ligada a uma participação ativa proporcionou a estas crianças maior prazer e motivação para se deslocarem à escola e se empenharem mais nas aprendizagens escolares. O skateboarding foi um suporte motivacional para estas crianças desfavorecidas, como demonstram muitos projetos iniciados um pouco por todo o mundo.

Many Thanks

To all the beleivers from the bottom of our hearts, thank you.